Mulheres na construção civil – uma história de conquistas!

Mulheres na construção civil – uma história de conquistas!

O mercado da construção civil registra um grande crescimento da presença feminina em seus canteiros de obras. Por vezes, tirando o salto alto e abrindo mão da maquiagem, as mulheres que buscam a construção civil adotam os macacões e não têm medo dos respingos de cimento. Os melhores salários, a possibilidade de crescimento profissional e a sensação de liberdade em relação aos homens são os principais atrativos desse mercado para as mulheres. No post de hoje, em comemoração ao dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, vamos destacar as principais conquistas da presença feminina nesse setor!

No Brasil, a presença das mulheres na construção civil ainda é bem inferior se comparada à presença masculina. Porém, nessa última década, a participação feminina no setor aumentou cerca de 8%. Segundo dados do Ministério do Trabalho, o número de operárias saltou de 83 mil nos anos 2000, para 138 mil no final do ano de 2008. Atualmente, encontram-se ativas no mercado mais de 200 mil mulheres.

Porém, é importante ressaltar que a presença feminina na construção civil pode ir muito além do que se aponta nas estatísticas oficiais. Em nosso país, existem muitas mulheres que trabalham na área de forma autônoma, exercendo atividades que envolvem, principalmente, serviços de finalização e acabamento de obras. Os melhores salários se comparado às atividades consideradas essencialmente do mundo feminino, como empregada doméstica e babá, atraem cada vez mais mulheres aos cursos profissionalizantes do setor e, consequentemente, ao mercado de trabalho.

A falta de mão de obra qualificada também é um motivo pelo qual estão se empregando cada vez mais mulheres em áreas que, antes, eram consideradas essencialmente masculinas, como a construção civil. Atualmente, já é possível ver nos canteiros de obras mulheres que desempenham diversas funções, desde serventescarpinteirasajudantes de obraspedreirassoldadoras, até técnicas de segurança do trabalho e engenheiras civis.

Com consciência do crescimento feminino, algumas modificações que buscam atender melhor a mulher nesse campo profissional já podem ser observadas em alguns lugares do Brasil. Em alguns canteiros de obras já existe a implantação de banheiros para uso exclusivo feminino, assim como equipamentos de proteção individual (EPI) destinados exclusivamente para as mulheres.

O principal diferencial da presença de mulheres nessa profissão é que elas são muito mais detalhistas e cuidadosas ao manusear os equipamentos. Elas são mais requisitadas que os homens para as atividades que exigem mais paciência e precisão, como o acabamento das obrasrevestimentos de partes externas e a finalização dos detalhes. Quando a preocupação maior é a estética, a ajuda da força feminina faz a diferença.

As possibilidades de crescimento do setor no Brasil em virtude dos grandes eventos, como a Copa das Confederações, a Copa do Mundo e as Olimpíadas, é um atrativo a parte. As grandes obras de construção de estádios, arenas e obras de mobilidade urbana aumentou bastante a demanda de pessoal qualificado. Segundo a Câmera Brasileira da Indústria da Construção – CBIC, o setor cresceu 5% em 2012 e 30 mil postos de trabalho estão à espera de profissional qualificado.

Outra questão que representa o crescimento e desenvolvimento do setor é o grande número de habitações de baixo custo que estão sendo construídas com o apoio do governo federal. Até 2014, o governo pretende mandar erguer aproximadamente 3 milhões de moradias para as pessoas de baixa renda do país.

Portanto, o mercado da construção civil no Brasil registra um grande crescimento acompanhado de uma maior profissionalização da mão de obra feminina. Algumas barreiras conseguiram ser quebradas e, atualmente, muitos profissionais da área estão percebendo que a mera força física deixou de ser critério decisivo na hora da contratação.

CONSTRUFRAN homenageia todas as mulheres que se dedicam com força de vontade, garra e muito prazer a essa profissão que é uma das grandes responsáveis pelo crescimento do país. Que esse dia da mulher reserve a todas as brasileiras momentos muito especiais, de conquistas e realizações de sonhos!

Varandas decoradas de apartamentos pequenos e 6 ficas excelentes

Você pode decorar de uma forma aconchegante varandas de apartamentos pequenos! Vejam diversas dicas para decorar varandas de apartamentos pequenos de forma simples, aconchegante e muito elegante.

varanda é um ambiente que proporciona a união entre os ambientes internos e externos de um apartamento, de forma harmoniosa e muito aconchegante. Ela faz parte do estilo arquitetônico de países com clima tropical ou subtropical, como nosso Brasil, pois proporciona aos moradores um ambiente tranquilo e agradável de relaxamento após um dia exaustivo de trabalho, principalmente nos dias mais quentes do ano.

E a varanda pode ser construída em casas ou apartamentos de vários tamanhos, mesmo os mais pequenos e compactos. E devido a sua importância, ela merece um destaque todo especial na hora de ser decorada.

Elementos para decorar varanda de apartamento pequeno

Um dos elementos que podem ser utilizados na decoração de varandas pequenas é a madeira, que pode estar presentes nas cadeiras e na mesinha, ou mesmo em decks recobrindo o chão, garantindo assim um conforto extra para quem deseja ficar descalço no local.

Outra idéia que ajuda a aumentar a tranquilidade e aconchego de uma varanda são as plantas e flores, de várias espécies e tamanhos. Elas podem ser montadas em jardins verticais, que são bem simples e práticos de fazer, ou mesmo em vasos espalhados pelos cantos da varanda.

 

 

 

Plantas, quadros e afins

E o legal do uso das plantas é resgatar um pouco do verde que anda tão escasso nas grandes cidades grandes, garantindo assim um ambiente cheio de vida e paz para o apartamento.

Vasos, quadros, almofadas, puffs e móveis antigos redecorados também são uma ótima alternativa para decorar varandas pequenas, que ganham destaque em cada detalhe acrescentado, mas sem exageros.

 

 

 

 

Iluminação

Por último vale a pena investir em uma iluminação mais amena, com o uso de luminárias, arandelas, abajures ou luzes de LED, que ajudam a criar um ambiente tranquilo para leitura de um bom livro no final da tarde, ou mesmo para um gostoso jantar com a pessoa amada.

Separamos algumas imagens de varandas de apartamentos pequenos decoradas, de forma simples e bem aconchegante:

 

 

 

Leia mais

Cuidados com as dobradiças de casa e seus problemas

Cuidados com as dobradiças de casa e seus problemas

4 dicas e cuidados para conservação das dobradiças de portas e janelas, para que elas durem mais e não apresentem problemas ao longo dos anos.

Dobradiças são peças fundamentais da estrutura das portas, que servem ao mesmo tempo como pontos de sustentação e como facilitadoras de movimento, pois suportam o peso das portas durante o movimento de abertura e fechamento das mesmas.

Elas são utilizadas nas portas de entrada das casas e apartamentos, na estrutura de alguns modelos de janelas, e também na porta de alguns modelos de armários e guarda roupas.

Tipos de dobradiças e sua utilização nas portas

As dobradiças podem ser encontradas em modelos de ferro (mais comuns), aço inox ou alumínio, de acordo com o material utilizado para confecção da porta.

– Portas coloridas na decoração;

O número de dobradiças utilizadas em uma porta varia conforme seu peso, bem com

o a escolha do tipo ideal. Como exemplo, temos as dobradiças de alumínio, que são indicadas em portas de MDF, enquanto que as dobradiças de ferro ou aço são recomendadas para madeira maciça.

E sua vida útil é bem variável, pois vai depender do local onde elas foram utilizadas, e também do material de sua fabricação, sendo que as dobradiças de ferro estão mais sujeitas a ferrugem, e por isso tem durabilidade menor que outros modelos.

Outro problema comum, mas que nem sempre associamos à dobradiça é o desnivelamento da porta, que pode acontecer quando a dobradiça esta gasta ou mesmo quando seu pino esta saindo.

Problemas que costumam acontecer nas dobradiças

Um dos problemas mais comuns que uma dobradiça pode apresentar com o tempo é a ferrugem, que ataca aquelas dobradiças antigas, e que são feitas de ferro.

4 dicas e cuidados para conservar melhor as dobradiças

Saiba como conservar as dobradiças de portas com 4 dicas a seguir.

  1.  Óleo lubrificante

Uma das dicas para melhor conservação das dobradiças é a aplicação de óleo lubrificante em sua estrutura, para que seu movimento seja suave e sem aquele ruído incômodo.

  1. Verificar pinos e parafusos

Também é importante ver se o pino e os parafusos de apoio estão bem firmes, pois isso pode prejudicar não só o movimento da dobradiça, mas também a estrutura das portas.

  1. Ferrugem

E caso a dobradiça apresente sinais de ferrugem, o ideal é lixar ou aplicar um produto específico para remoção da ferrugem, que no dia seguinte pode ser removido com um pano macio e a ferrugem terá desaparecido.

  1. Opções de material

Mas caso ela esteja muito danificada, é melhor fazer sua troca por um modelo mais atual, de alumínio, para portas leves, ou aço inox, que suporta mais peso. Ambos estes modelos são mais duráveis e resistentes aos efeitos do tempo.

 

4 dicas para salas decoradas antes e depois

4 dicas para salas decoradas antes e depois

A seguir 4 dicas para decorar sua sala e ver a diferença gritante de antes x depois

A sala é um ambiente ideal para aqueles momentos de relaxamento aos finais da tarde, aonde nos reunimos com toda família para assistir televisão, ver um filme ou ouvir aquela música relaxante. Na sala também recebemos nossas visitas para um gostoso bate papo, de uma maneira confortável e muito mais agradável.

E por estes motivos a decoração de uma sala deve ser bem planejada, para que ela garanta conforto e aconchego na medida certa, e também seja um ambiente elegante e muito bem decorado.

 

1. As Paredes

Uma nova mobília fez a diferença na decoração deste apartamento.
Uma nova mobília fez a diferença na decoração deste apartamento.

Uma das maneiras para mudar a decoração de uma sala é realizar uma reforma completa no ambiente, e que é feita principalmente quando as paredes já estão com rachaduras, o piso desgastado ou mesmo conforme a necessidade da troca de portas e janelas, etc.

2. Pintura

Em outras ocasiões uma nova pintura no ambiente, que pode ser simples ou com ilustrações artísticas, já garante um novo visual à decoração.

O mesmo sofá, porém com um um novo tapete e novas cores nas paredes.

3. Troca de móveis de lugar

E tem aqueles casos em que a troca dos móveis de lugar já contribui para valorização do ambiente, e pode ser feita não só entre os móveis da sala, mas de outros cômodos da casa, que podem ganhar novas utilidades, dependendo do modo como forem utilizados, use seus móveis geek ou não na decoração tradicional.

4. Acessórios decorativos para salas decoradas

Outra opção são os acessórios decorativos, como vasos, tapetes, quadros e puffs, que ajudam a dar um toque de elegância na decoração da sala, e podem ser utilizados para

A mudança no rack da sala decorada surtiu grande efeito no comparativo antes x depois.

dar um contraste na decoração.

Desta maneira dá para montar uma sala bem decorada aí na sua casa, que vai se tornar mais aconchegante e confortável para toda família e amigos.

Uma nova pintura e o adesivo de parede deixou o ambiente mais aconchegante.

Imagens de salas decoradas antes e depois

E abaixo vocês conferem mais algumas imagens de salas decoradas antes e depois, que vão lhes dar mais inspiração na hora de montar a decoração aí em seu lar:

 

Um ambiente organizado ganha nova cara.

Pequenas mudanças como neste caso da parede com textura a a capa do sofá deixou a sala mais sofisticada no comparativo antes x depois.
Pequenas mudanças como neste caso da parede com textura a a capa do sofá deixou a sala mais sofisticada no comparativo antes x depois.

Limpeza caixa d’água de amianto

O amianto por ser um material resistente a corrosão e fogo e por ter baixo custo em sua produção, ainda é muito utilizado na indústria de materiais de construção, principalmente em  Caixas d’ Água e telhas.

Apesar de ainda no Brasil não existir uma legislação especifica sobre a utilização do amianto, alguns estados já vêm proibindo sua utilização, por entenderam que seu uso pode ser nocivo à saúde, principalmente por estar associado a diversas doenças pulmonares.

A inalação em indivíduos por períodos longos, pode levar a um aumento de câncer de pulmão e outras doenças crônicas

 A ingestão de água de uma caixa de amianto não quer dizer que pode provocar uma contaminação, mas caso, esta caixa apresentar rachaduras e processos abrasivos poderá soltar fibras de amianto e prejudicar a saúde do consumidor.

Uma limpeza de uma caixa d’água de amianto, por não poder ser esfregada por conta de soltar partículas do material, ela acontece mais superficialmente, não se removendo totalmente os biofilmes, tem o risco de ficar retido microorganismos e isso acaba prejudicando com o tempo o utilizador.

O ideal mesmo é que as Caixas d’ Água de Amianto sejam substituídas por caixas de Polietileno ou de Fibra.

Esses materiais, não alteram a qualidade da água, são mais fáceis para manutenção de Limpeza.

As lojas do Grupo Construfran hoje não trabalham mais com caixas de amianto, apenas Polietileno.

Como usar ventilador corretamente

Como usar ventilador corretamente

A melhor  saída é economizar energia elétrica.

Nos dias de calor intenso, o ar-condicionado é sem dúvida o maior vilão em termos de consumo de energia. Por isso, selecionamos algumas dicas para você usar mais o ventilador e, quem sabe, deixar para usar o ar-condicionado apenas em último caso.

1) Mantenha os ventiladores limpos

O peso da poeira pode até parecer pouca coisa, mas a verdade é que acaba comprometendo o desempenho do ventilador e, é claro, a qualidade do ar.

Procure limpar o aparelho pelo menos a cada 15 dias. Desligue o ventilador da tomada, retire a parte da frente (no caso dos ventiladores de mesa e ventiladores de coluna) e retire a poeira mais grossa. Depois é só passar um pano com água e sabão neutro. Espere o aparelho secar antes de ligar novamente na tomada.

2) Posicione o ventilador corretamente

A tarefa do ventilador é espalhar um ar mais fresco pela casa e barrar a entrada de ar quente. Vale lembrar que o ar quente é mais leve que o ar frio, e por isso se concentra na parte superior do ambiente. Por isso, posicione o ventilador de modo que o vento chegue nas partes mais altas do cômodo.

Para completar, vire o ventilador para o lado da janela – não precisa ser de frente, apenas voltado para ela. Isso faz com que o ar quente entre com menos intensidade na casa.

3) Use o ventilador de teto e o ventilador de mesa juntos

Naqueles dias de calor muito intenso, tente usar ventilador de teto em conjunto com o ventilador de mesa. O truque é posicionar o ventilador de mesa para o lado da janela, como explicamos no tópico anterior, para que ele jogue o ar quente para fora.

Ao mesmo tempo, coloque o ventilador de teto na função exaustor, para que ele puxe o ar quente para cima, em vez de deixá-lo circulando dentro do quarto. Esse sistema irá favorecer o frescor do ambiente.

Dicas de como limpar o mofo

Dicas de como limpar o mofo

Existem diversas formas de limpar o mofo das paredes e móveis, no entanto, a solução faz uma limpeza temporária no local. Não resolve o problema, mas limpa o preto do mofo, que faz mal para a saúde, faz mal para o ser humano, e além disso, deixa a parede feia.

Para limpar as paredes externas do imóvel, aconselha-se que seja usada água sanitária, misturada com água e detergente. Nas paredes internas, a profissional usa desinfetante ou água oxigenada, diluídos em água. Para aplicar o produto, ela usa uma escova.

Os móveis que ficam próximos a paredes com mofo, podem ser contaminados pelos fungos, além disso, o mau cheiro pode penetrar na madeira. Ela relação a isso, a primeira dica, de acordo com a profissional, é retirar o móvel de perto do parede mofada, entretanto, caso não seja possível, ela explica que pode-se colocar um isopor entre a parede e o móvel. Isso impede que a umidade da parede chegue ao móvel.

Giz ajuda a reter a umidade do ar, diz especialista
Giz ajuda a reter a umidade do ar, diz especialista

Quando se descobre que tal lugar tem esse problema, o ideal é evitar encostar móvel nessa parede, porque abafa e a tendência é aumentar o mofo, porque os fungos se proliferam e você veda a umidade. Lembrando que a umidade na parede vai continuar.

Quanto ao mofo dentro dos armários, primeiro, se deve limpar o armário por dentro com vinagre de álcool puro. Em casos críticos, ferva o vinagre e quando ele estiver fervendo, coloque em um tabuleiro, uma forma de assar bolo, e coloca dentro do armário. Quanto maior a forma, parece que o vapor expande mais no armário e da um resultado melhor.

Depois, feche o armário e deixe o vinagre agir até esfriar. Com o mesmo vinagre, molhe um pano e limpe o armário. Mesmo que não tiver preto, mofado, o cheiro está impregnado na madeira, ou no MDF, então, deve-se limpar com o vinagre e, depois que limpar, deixe secar. Deixe o armário aberto, porque o vapor umedece. Pode ate colocar um ventilador para ajudar a secar.

Pó de café com gotas de limão neutraliza cheiro do mofo.
Pó de café com gotas de limão neutraliza cheiro do mofo.

As medidas dos produtos usados são meio a meio, de cada um. Isso serve para limpar o mofo. A água oxigenada tem que ser de 10 volumes, 3%, diluída com água. Também pode usar o vinagre, vinagre de álcool.

Após a limpeza, utilize pó de café com limão para tirar o cheiro do mofo e afirma que foi a única solução que encontrou. Como:

Em um pote, coloque o pó e pingue gotas de limão para umedecê-lo. Não é para molhá-lo. Coloque-o em um potinho dentro do armário. A quantidade depende do tamanho armário. Em um armário de duas portas, coloque dois potinhos, uma em cada canto, em uma vasilha de plástico. Escolha um pó bem cheiroso. Não pode ser a borra de café.

Essa técnica neutraliza o cheiro e não precisa ser tirada de dentro do móvel. Cubra a boca do pote com papel filme e faça furinhos, só tiro quando passa todas as chuvas do período o chuvoso.

Outra alternativa para conter a umidade do ar é o giz escolar. Quebre vários bastões de giz e coloque em um pote dentro do armário. As pessoas acham que o giz não funciona, porque acham que dois bastãozinhos de giz é suficiente, mas não. Pode usar meia caixa de giz lá dentro do móvel. Corte o giz no meio e coloque no cantinho do armário e deixo sempre.

Problemas causados à saúde

Segundo explica o alergista Daniel Strozzi o mofo é um fungo gerado pela umidade que pode provocar alergias respiratórias, como rinite, bronquite e asma. Ele afirma que a alergia é um processo inflamatório que provoca uma reação de sinais de defesa do organismo, como coceira e entupimento nas vias nasais, espirro e tosse. Ele explica que, quando uma pessoa alérgica a mofo, por exemplo, entra em contato com tal, o corpo tende a reagir.

“A gente avalia cada caso, mas, se o paciente é alérgico, ele não pode ficar em contato com o que causa a alergia. Com o mofo, por exemplo, quando ele dá o processo inflamatório, o paciente tem que resolver o problema e não pode ficar em contato. E onde tem mofo, pode ter o ácaro junto, que também pode trazer outros problemas respiratórios”, afirma.

Strozzi revela que as doenças causadas pelo mofo, em geral, não são graves, no entanto, uma rinite alérgica – moderada a grave – em uma criança, pode causar efeitos como dormir de boca aberta, ronco, noites mal dormidas e, consequentemente, gerar a queda no rendimento escolar.

“O nariz serve para respirar, filtrar e umidificar o ar para que ele chegue no pulmão adequadamente e, se a criança tem rinite, com o nariz inflamado, o corpo não consegue fazer esse processo e ele pode perder o rendimento em uma média de 30 a 90%”, completa o alergista.