Telhado embutido: custo e como é feito

Telhado embutido é mais simples de ser feito e usa menos material, mas merece atenção na manutenção

Após a conclusão da laje, aí vem o telhado, já ouviram falar em telhado embutido. Os telhados sejam eles tradicionais ou embutidos, servem para proteger a casa do sol, calor, chuvas e infiltrações.

O telhado embutido são aqueles que não temos visão, ficam dentro de pequenas paredes chamadas de platibandas no topo da casa

.

Quando comparados aos telhados tradicionais com telhas, ripas e caibros, o telhado embutido são mais simples e as telhas utilizadas são mais leves, conseguindo assim uma economia com a estrutura de madeiras que o tradicional usa, mas em contrapartida precisa de calhas.

As telhas usadas normalmente são as metálicas e as de fibrocimento. Essas telhas por serem maiores em comprimento e largura, são parafusadas, um facilitador quanto à instalação

Na questão de inclinação do telhado, as telhas embutidas tem menor inclinação que o telhado tradicional, sendo assim, a atenção deve ser redobrada quanto as calhas, elas que vão ajudar a escoar a água de chuva. Os telhados embutidos são normalmente de um ou duas águas, mas existem projetos que tem mais de duas.

Outra dica para manutenção do telhado embutido é a impermeabilização flexível, aplicado ela protege o telhado. Nas regiões quentes também é necessário a colocação de mantas isolantes, sendo que pode encarecer o produto final.

Ninguém pode negar que com telhado embutido a construção fica bonita e elegante, desde que siga todas as orientações e tenha um bom projeto.

Como Escolher o Arquiteto Ideal para Seu Projeto

Um bom arquiteto faz toda diferença no resultado final de uma obra. Além disso, esse profissional simplifica tudo para o seu cliente, tornando o processo mais rápido, prático e prazeroso. Mas, com tantos arquitetos no mercado, você tem receio de errar na escolha? Então vamos lá com algumas dicas para ajudá-lo.

Primeiramente, é necessário entender quais são as funções de um arquiteto. Ele trabalha desde a avaliação de um terreno, para a implantação de um projeto, até os detalhes do interior da obra como escolha no piso, instalações elétricas e hidráulicas. Além disso, esse profissional pode fazer projetos de design de interiores e paisagismo.

Antes de qualquer coisa é importante verificar as reais necessidades de cada projeto, pois um arquiteto pode ser contratado por serviços avulsos de consultoria, ou gerenciamento completo da obra. Em qualquer um dos casos, vale a pena ter paciência para encontrar a pessoa ideal. Veja abaixo as nossas dicas:

1) Pesquise:

O primeiro passo é fazer uma vasta pesquisa de projetos arquitetônicos em sites e revistas, para saber qual estilo mais te agrada. Assim, você estará treinando o seu olhar para selecionar o profissional que tem o seu perfil e saber explicar melhor para ele o que você espera do projeto.

2) Peça indicação:

Se você tem um amigo que já contratou um arquiteto, converse com ele para saber como foi a realização do projeto e se ele ficou satisfeito, indicações são sempre bem vindas!

3) Faça uma lista de profissionais:

Depois de conversar com quem já trabalhou com esse tipo de serviço, procure buscar nomes nas Associações de Arquitetos e Urbanistas e, faça uma lista com os profissionais preferidos. Depois, é necessário verificar se eles possuem registro no Conselho de Arquitetura e Urbanismo do seu estado. O CAU/ BR, por exemplo, possui uma ferramenta online para fazer essa checagem.

4) Conheça suas obras:

Agora, é importante pedir o portfólio desses profissionais, para conhecer melhor os seus trabalhos. Se tiver disponibilidade, vá pessoalmente até uma obra feita pelos seus arquitetos preferidos, isso vai te ajudar a decidir pelo ideal.

5) Orçamento:

Você não tem ideia do valor de um projeto arquitetônico? Consulte o site do CAU, onde existe uma tabela de honorários. Isso vai te ajudar a negociar o valor.